INSTALAÇÕES & PRODUÇÃO


Transformação de forragens

A unidade de desidratação e peletização de forragens da DCF, S.A., activa desde 2015, surgiu em resposta às exigências do mercado nacional e internacional, tendo sempre presentes as características intrínsecas do concelho de Tomar e regiões periféricas, em particular no que respeita aos factores de natureza edáfica e climática e à disponibilidade de áreas de regadio.

Como consequência deste esforço de ajustamento, a unidade de processamento de forragens foi delineada de forma a produzir granulados de base forrageira com elevados parâmetros de qualidade graças à mais recente tecnologia de moenda e peletização de forragens e a um inovador sistema de desidratação a baixas temperaturas. A desidratação de forragem em estufas a baixas temperaturas minimiza a perda de nutrientes e permite obter um produto mais palatável e com melhor apresentação.

A produção, colheita e transporte de forragens é assegurado pela DCF, S.A. através da realização de parcerias com agricultores da região.

Esta unidade fabril permite ainda a incorporação de outros produtos como grãos, bagaços, sêmeas ou polpas e suplementos alimentares de forma a ir ao encontro das necessidades específicas dos clientes. 

PELLETS

Produzidos a partir de espécies forrageiras seleccionadas, estes granulados constituem uma excelente fonte de proteína, cálcio e fibras para ruminantes e herbívoros monogástricos.
Os pellets estão disponíveis em diferentes diâmetros e destinam-se ao consumo directo pelos animais e à incorporação em alimentos compostos.

TACOS SOL®

Produzidos à base de forragem seleccionada, os tacos SOL® destinam-se fundamentalmente à suplementação do gado nos períodos de maior escassez de pastagem. A coesão destes granulados e as suas dimensões permitem que o alimento seja administrado directamente no solo, sem que ocorram perdas significativas.
Os tacos SOL® estão disponíveis em duas granulometrias: 16 mm para bovinos, e 10 mm para cavalos, ovinos e caprinos.
As formulações com percentagens mais elevadas de proteína bruta podem ser integradas em regimes de engorda e produção leiteira.

MODO DE PRODUÇÃO BIOLÓGICO

Em Junho de 2017, concluídos alguns processos de conversão de culturas de luzerna e diversas forrageiras anuais fomentados pela DCF, SA, a empresa inicia o fabrico de granulados de forragem e alimentos compostos certificados em MPB sob a licença n.º AB0036UT.
 

ESPÉCIES FORRAGEIRAS

A luzerna (Medicago sativa L.) é a espécie mais representativa na constituição dos granulados de forragem SOL®. No entanto, em função da composição nutricional desejada e das particularidades da região, recorre-se também a consociações anuais leguminosa x gramínea e, em menor grau, a culturas anuais estremes de gramíneas e leguminosas.

As colheitas são realizadas no estado fenológico que permite obter uma melhor relação entre o volume de produção e o teor de nutrientes e digestibilidade.

As culturas forrageiras são acompanhadas pelos nossos técnicos desde a sementeira à colheita de forma a salvaguardar a eficiência do uso dos factores de produção e a obtenção de um produto homogéneo e de elevada qualidade.